3 de junho de 2022

Vidas que servem para salvar outras vidas

Mulheres de fibra que a todo momento precisam tomar decisões importantíssimas e críticas

Vidas que servem para salvar outras vidas

Por Márcia Fernandes, Guarujá do Sul

Hoje, em nossa coluna, vamos refletir um pouco mais sobre como algumas decisões, muitas vezes internas, dentro de uma equipe médica que podem salvar vidas sem que nem se quer saibamos dos atores envolvidos.

A Dra. Hellen Barcella, a técnica em enfermagem Darceane Sprandel e a enfermeira Joana Balbinot são as três mulheres que temos a honra de apresentar aqui na coluna Elas por Elas. As três trabalham na Associação Beneficente Hospitalar Guarujá e tiveram uma atuação decisiva na vida de um paciente na última semana.

Um conjunto de decisões críticas e de coragem foram importantes, realizar uma intubação orotraqueal de forma manual, realizar o transporte com a ambulância da Secretaria Municipal de Saúde em virtude da demora que seria aguardar a UTI móvel (cerca de 4 horas).

Tudo isso decidido em minutos para, em seguida, encarar o caos que é a BR 163, ali se inicia mais um capítulo de medo e aflição, onde a seriedade e comprometimento do motorista Cristiano fez toda diferença também.

Mesmo com todos os desafios o paciente chegou estável ao Hospital Regional de São Miguel do Oeste e isso foi motivo de muita comemoração, tanto para familiares quanto para toda a equipe envolvida no caso. Esse exemplo de determinação e força foi parar na Assembleia Legislativa, de onde as profissionais receberam um certificado de Moção de Aplausos.

Contamos toda essa história por sua importância e relevância, mas também para trazermos aqui algumas reflexões sobre como enxergamos os profissionais de saúde no nosso dia a dia e em especial aqueles que atuam nos muitos hospitais “pequenos” da nossa região.

Vale ressaltar que os alicerces que mantém essas entidades em pé vão muito além de vigas de concreto, esses hospitais são mantidos por profissionais incríveis em todas as áreas que amam o que fazem e que colocam o amor a profissão a frente das dificuldades estruturais e financeiras, enaltecendo assim o quanto merecem ser valorizados.

Hellen, Darceane e Joana representam aqui milhares de colegas que fazem o seu melhor todos os dias e que muitas vezes são invisíveis e tidas como frágeis por parte da sociedade, mulheres que se transformam em leoas quando o assunto é salvar vidas!

FOTO: ELAS POR ELAS