26 de maio de 2022

Leitos de UTI de Santa Catarina estão próximos de 100% de lotação

Leitos de UTI estão próximos da capacitação máxima decorrente de doenças respiratórias

Leitos de UTI de Santa Catarina estão próximos de 100% de lotação

Com taxa de ocupação de 95,39% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), Santa Catarina vive um momento preocupante na saúde. Dos 1.086 leitos ativos em todo o Estado, apenas 50 estão disponíveis.

As informações são do painel de leitos da Secretaria de Estado de Saúde (SES). A taxa de ocupação é elevada em todas as regiões do estado. Na Foz do Rio Itajaí, que contempla 11 municípios, entre eles Balneário Camboriú e Itajaí, não há nenhum leito disponível. Na Região Oeste e na Serra Catarinense, a ocupação já passa dos 98%.

Nos leitos pediátricos a situação é ainda mais preocupante. Quase todas as regiões estão com 100% dos leitos ocupados. A superlotação é causada pelo aumento de internações de crianças com doenças respiratórias. Na última semana, a Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (Dive) emitiu uma nota reforçando a importância do uso de máscara de proteção contra a Covid-19 em crianças.

O Estado tem, ao todo, 46 pacientes com Covid-19 internados. A Secretaria de Estado da Saúde informou, em nota, que determinou diversas frentes de trabalho para ampliar a oferta de leitos de UTI pelo SUS. Entre as ações, destaca-se a prevenção de doenças respiratórias sazonais, e a aquisição de leitos.

Fonte: Fernanda Kleinebing | Agência Adjori/SC de Jornalismo

Foto:  Mauricio Vieira/Secom