JORNAL DA FRONTEIRA, 21 de janeiro de 2022
13 de janeiro de 2022

Helio assume presidência do CIF e destaca prioridades para 2022

Ações. Destacam-se a estiagem, BR 163, coleta de lixo reciclável e Porto Seco

Helio assume presidência do CIF e destaca prioridades para 2022

Na sexta-feira, dia 07 de janeiro, foi realizada a eleição da diretoria do Consórcio Intermunicipal da Fronteira (CIF), para o ano de 2022. Por consenso entre os membros, o então presidente, prefeito de Barracão, Jorge Santin, passou o cargo ao prefeito de Bom Jesus do Sul, Helio Surdi.

“Encerra-se um ano de trabalho na presidência do Consórcio, em que tivemos limitações em função da pandemia, redução de gastos imposta pelo Governo Federal, e tudo isso fez com que algumas ações não fossem realizadas. Mas a gente fez um esforço muito grande para conduzir os trabalhos deste importante órgão”, disse Jorge.

Em seu primeiro mandato como prefeito, Helio, que assume a presidência do Consórcio, se colocou à disposição dos três municípios e da população da Tri-Fronteira. “Que o CIF cada vez mais seja ferramenta importante para a nossa Tri-Fronteira. Muito já conseguimos, e temos certeza que podemos conseguir algo a mais que venha trazer desenvolvimento, condições das famílias permanecerem, trazer empresas, que venham gerar emprego e renda. Aqui é um lugar bom de viver, tranquilo, com segurança”, avaliou.

Em seu discurso, Helio destacou os temas que são prioridades do Consórcio para o ano: a BR 163, o Porto Seco, a estiagem e o destino do lixo reciclável, coletado nos municípios. “Citei a importância de manter viva a questão do Porto Seco de Dionísio Cerqueira, que trará amplo desenvolvimento aos nossos municípios. Fica em Dionísio, mas Barracão e Bom Jesus do Sul, que estão próximos, entram na rota do desenvolvimento, por isso não vamos nos cansar de falar da importância do Porto Seco para a região”, disse.

Helio também pretende mobilizar os prefeitos dos municípios por onde passa a BR 163, desde o trevo da Idamar, em Dionísio Cerqueira, até Marmelândia, em Realeza/PR. “Precisamos olhar com bons olhos a BR 163. Sabemos que a rodovia ficou fora da concessão à iniciativa privada, feita pelo Governo Federal, mas devemos cobrar o Ministério da Infraestrutura por melhorias. Boa parte da estrada não tem acostamento e apenas um trecho tem terceira faixa, em Pérola D’Oeste, e sabemos do grande fluxo de veículos que transita. Precisamos nos mobilizar e conclamar os demais prefeitos para irmos ao Governo Federal e, juntos, possamos levar a necessidade de melhorias, terceiras pistas, acostamentos, melhoria da pista, para dar condições de trafegabilidade”.

Sobre a estiagem, que atinge a inúmeros municípios da região, o presidente eleito citou a necessidade de decretar situação de emergência, que facilita a busca por recursos. “Nós estamos passando por um momento difícil de estiagem, nossos municípios têm sofrido muito, todos estritamente agrícolas, e as percas nas lavouras de milho e soja, nas pastagens, na produção leiteira são muito grandes. Precisamos nos mobilizar e mostrar aos governos dos estados e federal, aquilo que acontece aqui, a nossa preocupação e o desespero dos agricultores”, disse.

Helio disse ainda que vários outros assuntos devem ser trabalhados durante 2022. “Temos limitações, precisamos buscar informações para poder desempenhar funções à altura do que tem sido feito. Estamos no primeiro mandato como prefeito, mas acompanhamos os trabalhos nos anos anteriores, e a primeira vez a frente do CIF, então vou buscar informações do que se passou em gestões anteriores, o que deu certo e, assim, junto ao Jorge e ao Thyago, correr atrás de recursos e trazer o desenvolvimento. Nós vamos cobrar que os projetos aconteçam, e quero também conclamar os vereadores dos três municípios porque, unidos, somos 27 vereadores, três prefeitos e vices. Contem comigo”, destacou.

Além dos citados, estiveram presentes na solenidade o vice-prefeito de Barracão, Hercílio, de Dionísio Cerqueira, Bianca Bertamoni, o presidente do Legislativo de Barracão, vereador João Carvalho, além de servidores do Consórcio e imprensa local.