4 de agosto de 2022

Empresário santoantoniense é preso após aplicar golpe em idosos

Uma das vítimas procurou a polícia que após diligências achou indícios dos crimes cometidos pelo empresário de uma instituição financeira especializada em empréstimos

Empresário santoantoniense é preso após aplicar golpe em idosos

A Polícia Civil de Santo Antonio do Sudoeste, realizou na quarta-feira, 03, uma operação para o cumprimento de um mandado de prisão expedido pela justiça da comarca, em desfavor de um empresário, proprietário de uma instituição financeira especializada na realização de empréstimos.

Segundo o delegado titular da 58ª DP, Dr. Emerson Ferreira, o empresário se utilizava de sua empresa para realizar empréstimos não autorizados, lesando especialmente pessoas aposentadas.

“A investigação iniciou há alguns dias, quando uma das vítimas acompanhada de seu advogado, procuraram a polícia dizendo que no ano passado a vítima moveu uma ação por um empréstimo que ela não fez, sendo solicitado ao banco os documentos usados pra abrir a conta e fazer o empréstimo, sendo a solicitação atendida pela entidade bancária que encaminhou os documentos, sendo constatado por eles que eram falsos”, comentou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, de posse de documentos e dados pessoais das vítimas, o golpista falsificava os documentos originais, abria contas bancárias e solicitava os empréstimos.

“Durante as diligências os policiais conseguiram angariar os elementos que comprovavam o indício de materialidade de autoria, sendo representado pela prisão preventiva do empresário e após o deferimento pela justiça da Comarca de Santo Antonio do Sudoeste, foi dado comprimento ao mandado, sendo o homem preso e sua empresa fechada. Assim foi tirado de circulação esse falso empresário que estava aplicando golpes e lesando principalmente aposentados e pessoas vulneráveis que dependem do seu aposento”, detalhou Dr. Emerson.

Além do mandado de prisão foram cumpridos ainda dois mandados de busca e apreensão, na residência e empresa do investigado.

Trata-se de prisão preventiva, portanto, sem prazo definido. O empresário foi encaminhado à cadeia pública de Santo Antonio do Sudoeste, onde permanece à disposição da Justiça.