1 de junho de 2022

Assembleia Legislativa do Paraná pode ser a mais sustentável do Brasil

A proposta feita pelo deputado estadual Guto Silva tem como objetivo cumprir normas das ESGs

Assembleia Legislativa do Paraná pode ser a mais sustentável do Brasil

Na semana do Meio Ambiente, o deputado estadual Guto Silva (Progressistas) apresentou uma proposta para tornar a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) mais sustentável. Seria a primeira do Brasil a seguir os critérios de sustentabilidade, baseado nas ESGs.

A sigla vem do inglês Environmental, Social and Governance e significa um conjunto de critérios estratégicos ambientais, sociais e de governança. As normas já são seguidas por grandes empresas privadas e multinacionais, com o objetivo de se tornar exemplos no mercado e mais atrativos para investidores.

Com a proposta, a ideia é criar uma comissão na Assembleia legislativa para que a Casa siga esses critérios, com práticas mais sustentáveis e o comprometimento institucional, coletivo e individual dos agentes públicos.

Segundo Guto Silva, o Paraná já vem se destacando nas ações de desenvolvimento sustentável e devem seguir também no âmbito do Poder Legislativo. “É importante acompanhar esse movimento, pois nós legislamos, criamos normas, e por isso precisamos dar o exemplo.” concluiu Silva.

O parlamentar reafirmou que com a implantação da agenda dos ESGs, a Casa também atingiria a marca de ser a primeira Assembleia sustentável do País. “A solicitação protocolada à mesa diretora será para que a nossa Assembleia Legislativa possa ser a primeira e mais sustentável do Brasil, seguindo os protocolos e diagnósticos”, afirmou Guto Silva durante sua fala na sessão plenária.